Patrocínio/Parceria

Real Madrid fecha com Bwin

Os rumores da última semana foram confirmados. A Bwin será a nova patrocinadora principal do [BP]Real Madrid[/BP] pelas próximas três temporadas. Os valores do contrato não foram divulgados. A casa de apostas substituirá a BenQ, que anunciou falência no ano passado.

Com o compromisso, a empresa austríaca terá sua marca estampada nas camisas do time espanhol e poderá utilizar a marca Real Madrid como plataforma internacional de comunicação.

O acordo põe fim à polêmica iniciada em 2005, quando o clube denunciou a casa de apostas por uso ilegal de sua imagem, assim como a de seus jogadores. [BP]Zidane[/BP], [BP]Figo[/BP], [BP]Ronaldo[/BP], [BP]Raúl[/BP] e [BP]Beckham[/BP], os maiores expoentes do time na época, também se uniram à denúncia apresentada pelo Real.

O contrato com o Real Madrid coloca a Bwin novamente no centro das polêmicas envolvendo a casa de apostas e o patrocínio a entidades esportivas. Em Portugal, a Bwin conseguiu na justiça manter o apoio à Primeira Divisão do futebol. Na Espanha, a 888.com teve problemas com o jogador Kanouté, do [BP]Sevilla[/BP], que se recusou a estampar a marca da empresa em sua camisa por motivos religiosos.

Na América do Sul, a Bwin chegou a fechar um acordo com o [BP]Boca Juniors[/BP], mas voltou atrás após repercussão negativa na Argentina do acerto. O negócio duplicaria o valor recebido pelo patrocínio de camisa ao clube portenho.

Na última edição da Liga dos Campeões da Uefa, o campeão [BP]Milan[/BP] chegou a ser multado em 100 mil euros (R$ 260 mil) por jogar contra o [BP]Bayern de Munique[/BP] com a logomarca da Betandwin.com na camisa.

A legislação alemã proíbe a publicidade de casa de apostas. Em maio, o [BP]Werder Bremen[/BP] rompeu o contrato que mantinha com a empresa austríaca, que gerava cerca de seis milhões de euros (R$ 16,2 milhões) anuais ao clube, devido às restrições desse tipo de patrocínio no país.

Fonte: Máquina do Esporte

Compartilhe nas redes sociais:

Incluir comentário

Deixe um Comentário