Cerveja

História da Budweiser

A BUDWEISER é a cerveja que os trabalhadores tomam quando param num bar a caminho de casa, depois de um dia cheio de trabalho. A marca está associada a macacões, mãos sujas de graxa, trabalho pesado e jogos tradicionais. Vários aspectos contribuíram para seu sucesso. Primeiro, a imagem visual e os slogans. A BUDWEISER tem uma imagem visual muito forte – o mundo simbólico da marca. Inclui o rótulo – amplamente reconhecido e tipicamente americano com suas cores vermelho, branco e azul; o logotipo; a garrafa long-neck – com um poder distintivo comparável ao da Coca-Cola; os slogans “O Rei das Cervejas” e “O Produto Genuíno”. Essas razões transformaram a marca na cerveja mais consumida do planeta.

A história
Tudo começou quando, reconhecendo a popularidade da cerveja tipo pilsner, e sonhando ter a marca com maior volume de vendas dos Estados Unidos, a cervejaria Anhauser-Busch, sediada na cidade de St. Louis, introduziu no mercado americano a BUDWEISER LAGER BEER, com a colaboração de Carl Conrad, sendo a primeira cerveja nacionalmente americana. A Anheuser-Busch decidiu usar o nome BUDWEISER, inspirada num tipo de cerveja de um lugar chamado Budweis, em uma região distante do Império Húngaro. Em 1883, graças ao processo de pasteurização em sua produção, a cerveja começou a ser engarrafada. As primeiras exportações ocorreram em 1885. Na década de 20, durante a Lei Seca americana, a cervejaria passou a produzir uma versão da BUDWEISER sem álcool. Somente em 1981 a Anheuser-Busch formou uma divisão internacional e começou o processo de venda em larga escala da cerveja no mercado internacional. No ano seguinte introduziu no mercado a cerveja Bud Light, que viria a se tornar em 2001 a mais consumida dos Estados Unidos. No ano de 1997, em parceria com a Antarctica, a cerveja é introduzida oficialmente no Brasil. No mês de julho de 2008, as marcas BUDWEISER e BUD LIGHT mudaram de mãos, depois da compra da cervejaria Anheuser-Busch, pela anglo-brasileira IMBEV por US$ 52 bilhões.

A linha do tempo
1936
• A cerveja é vendida em lata pela primeira vez.

1982
• BUD LIGHT, cerveja com baixo teor alcoólico e apenas 110 calorias. Desde 2001, tornou-se a cerveja mais consumida dos Estados Unidos, ultrapassando inclusive a BUDWEISER. O atual slogan do produto é “Keeps It Coming”.

1984
• BUD ICE, cerveja com alto teor alcoólico (5.5%). Ganhou grande popularidade na década de 90 com uma campanha estrelada por simpáticos pingüins e a música “Dooby-dooby-doo”.

1989
• BUD DRY, introduzida no mercado depois de um promissor teste com o slogan “Why ask why? Try Bud Dry”. Atualmente perdeu espaço para a versão Ice, muito semelhante a sua fórmula.

1994
• BUD ICE LIGHT, a versão light da cerveja Ice.

2004
• BUDWEISER SELECT, cerveja de baixa caloria (apenas 99) e carboidratos. A cerveja tem sido promovida no mercado com os slogans “Step up to Select” e “The Real Deal”.
• Introduzida a garrafa de alumínio com um designer moderno e atrativo.

2008
• BUD LIGHT LIME, cerveja mais fraca com um toque de limão. A nova versão foi introduzida no mercado com o slogan “It’s Amazing What a Little Lime Can Do” (“É impressionante o que pode fazer um pequeno limão”).

Disputa jurídica
Budweis passou a ser chamada Ceske Budejovice na República Tcheca. Embora seu nome e seus governantes tivessem mudado, essa pequena cidade conservou sua tradicional fabricação de cerveja. A marca BUDVAR floresceu e, para o incômodo da Anheuser-Busch, tem o direito legal de usar o nome BUDWEISER em mais de 40 países. O embate jurídico entre a gigante norte-americana e a pequena cervejaria checa, tem sido travado desde 1900. Os tchecos continuam irritados, não dispostos a ceder nem a receber os dólares oferecidos pela empresa americana. É por essa razão que em alguns países a marca BUDWEISER é comercializada como BUD. Recentemente a BUDWEISER ganhou algumas disputas jurídicas para utilização do nome em países como a Suécia. Em 21 dos 25 países da comunidade européia a empresa tem o direito de utilizar sua marca.

Campanhas que fizeram história
A marca BUDWEISER, ao longo de sua história, realizou inesquecíveis campanhas publicitárias que acabaram fazendo parte da cultura americana. Um exemplo foi a campanha publicitária com o slogan “This BUD’S for you” introduzida na década de 70. Outros slogans criativos foram lançados posteriormente e caíram no gosto popular:
Budweiser. True
When you say Budweiser, you’ve said it all.
For all you do, this Bud’s for you.
Nothing beats a Bud.
The Genuine Article.
The King of Beers. (1957)
Where there’s life, there’s Bud.
This is Budweiser. This is beer. (2005)
Bring Out Your Best. (1982 – Bud Light)
Always worth it. (2006 – Bud Light)

Porém, talvez o slogan mais influente da marca tenha sido “Whassup?” (algo como “O que está rolando?” em português), que se transformou em um fenômeno da cultura pop global. Na década de 90, a marca lançou uma série de comerciais, como tentativa de conquistar onsumidores mais jovens, onde formigas, sapos e lagartos eram os protagonistas. A propaganda dos sapos, introduzida em meados dos anos 90, ficou marcada por três animais em um brejo, onde cada um pronunciava as sílabas BUD…WEIS…ER, imitando coaxados.

O comercial teve alto índice de aceitação. Foi uma propaganda inteligente, mas pode ter funcionado contra a força tradicional da marca. Logo depois, em 1998, durante o intervalo do Super Bowl, evento esportivo de maior audiência nos Estados Unidos, introduziu uma dupla hilária de lagartos verdes chamados Louie e Frank.

Os cavalos Clydesdales
A história da marca BUDWEISER com a raça de cavalos denominada Clydesdale começou em 1933, quando a Lei Seca americana foi revogada e o filho do fundador da cervejaria, August Busch Jr., presenteou seu pai com cavalos da raça para comemorar a produção das primeiras garrafas após o término da proibição. Nesta época os majestosos cavalos bretões apareciam conduzindo uma elegante carruagem em eventos pelo país para divulgar a marca da cerveja e a cervejaria. Não demorou muito para tornar-se símbolo da BUDWEISER, aparecendo inclusive em campanhas comerciais. Na fábrica da Anheuser-Busch, onde há uma criação de cavalos da raça, é possível fazer um tour para observar os majestosos cavalos em carruagens meticulosamente preparadas para desfiles, além de poder tirar fotos e guardá-las como recordação. A cervejaria possui cerca de 250 cavalos da raça, um dos maiores rebanhos americanos.

Os dados
• Origem: Estados Unidos
• Lançamento: 1876
• Criador: Anheuser Busch
• Sede mundial: St. Louis, Missouri
• Proprietário da marca: Anheuser Busch
• Capital aberto: Sim
• Chairman: P.T. Stokes
• CEO: Luis Fernando Edmond
• Faturamento: US$ 16.7 bilhões (2007)
• Lucro: US$ 2.11 bilhões (2007)
• Valor da marca: US$ 11.43 bilhões (2008)
• Fábricas: 12
• Presença global: + 100 países
• Presença no Brasil: Sim
• Maiores mercados: Estados Unidos, Canadá e Inglaterra
• Funcionários: 31.000
• Segmento: Cervejarias
• Principais produtos: Cervejas
• Ícones: O rótulo e os cavalos Clydesdales
• Slogan: The King of Beers.
• Website: budweiser.com

O valor
Segundo a consultoria britânica InterBrand, somente a marca BUDWEISER está avaliada em US$ 11.43 bilhões, ocupando a posição de número 33 no ranking das marcas mais valiosas do mundo.

A marca no mundo
Presente em mais de 100 países com 12 fábricas, é líder absoluta do competitivo mercado americano (22% de participação de mercado), onde 1 em cada 5 cervejas vendida é BUDWEISER, além de ser a marca de cerveja mais valiosa do mundo. A Europa corresponde a 31% das vendas da marca. Seus maiores mercados são Canadá (segundo maior mercado depois dos Estados Unidos), Inglaterra, México, Irlanda e China. Desde 1957 é a cerveja mais vendida em todo mundo, sendo reconhecida pela famosa frase “The King of Beers”. A cervejaria Anhauser-Busch produz as marcas de cerveja mais vendidas no mundo, a BUD LIGHT (48 milhões de hectolitros/ano) e a BUDWEISER (39.5 milhões de hectolitros/ano).

Você sabia?
• A cerveja BUDWEISER possui teor alcoólico de 5%, exceto nos estados de Utah, Minnesota e Oklahoma, que devido a leis locais o teor é de apenas 3.2%.
• Em sua composição a cerveja BUDWEISER utiliza arroz.

Compartilhe nas redes sociais:

5 Comentário(s)

Deixe um Comentário