Nota de falecimento | Abraham Kasinsky

Você está aqui:--Nota de falecimento | Abraham Kasinsky

Na última quinta-feira, dia 09 de fevereiro, faleceu Abraham Kasinsky, fundador da Cofap e da marca de motos Kasinski.

Depois de vender a Cofap para a italiana Magneti Marelli, o empresário decidiu mudar de ramo e passou a produzir motocicletas em uma pequena fábrica que comprou em Manaus (AM). A marca ele batizou com seu sobrenome: Kasinski (trocando o y de seu nome por i).

Kasinsky era conhecido por ser um workaholic e durante um tempo foi garoto propaganda das motocicletas que vendia.

Descendente de imigrantes russos, ele vendeu em 2009 a marca de motos para o grupo CR Zongshen.

Morreu vítima de uma parada cardíaca aos 94 anos em São Paulo.

Abaixo dois filmes publicitários da Kasinski, criados pela W/Brasil, em que o empresário aparece como estrela principal realizando acrobacias em cima de uma moto da sua marca. É óbvio que as cenas foram realizadas por dublês [se estiver lendo via feed/rss ou pela news enviada por email, clique aqui para assistir]:

2012-02-13T14:01:13-03:0013 fevereiro, 12|Motos e Bikes|

  1. Klaus Röthig 17/fev/2012 at 15:44 - Responder

    A Cofap não foi exatamente vendida para a Magnetti Marelli. A Cofap era uma empresa com várias unidades de negócio, a saber, componentes de motor, suspensão, fundição, sistemas de exaustão e até química. O que ocorreu foi que ela foi desmembrada e suas partes vendidas a diversas empresas. O carro chefe da empresa, a unidade de componentes de motor, dentro dos quais os anéis de pistão, foi unida pelo Bradesco à Metalleve e vendida à alemã Mahle. A unidade sistemas de suspensão foi vendida à Magnetti Marelli, junto com a marca Cofap. A fundição foi vendida à Tupy. A unidade sistemas de exaustão, que era uma parceria com a Arwin, foi assumida por esta.

  2. Joadoria 07/jul/2012 at 12:27 - Responder

    Nossa que 171! pelo que dizem as más linguas, os cresceram o olho e marandam o velho às favas. Ele então provou que mesmo com 85 anos podia começar uma empresa do zero, os mané ficaram a ver navios com a COFAP e ele o maior sucesso com a Kasinski.

  3. Wilson Candido Simoes 22/jan/2013 at 14:58 - Responder

    É uma pena mais um empreendedor se foi, ele que vendeu a Cofap por causa de brigas familiares, e se viu muito novo para ficar a toa, numa viagem a Asia, descobriu que poderia revender as motos asiaticas pelo triplo de preço e ganhou um filão da Honda, abrindo assim caminho para outras representantes chinesas que aqui estão.

Deixe um comentário