Motos e Bikes

Kawasaki Ninja 300 já está nas concessionárias

kawasaki-ninja-300-01

Ao contrário do meu amigo Leonardo Ricciardi (que não gostou do lançamento da Ninja 300 pois tinha acabado de comprar uma 250R), se você se interessou pela nova moto esportiva de entrada da Kawasaki, pode ir até uma concessionária. A Ninja 300 já está disponível em duas versões: sem ABS por R$ 17.990 ou com ABS por R$ 19.990 (preços sugeridos pela fabricante).

kawasaki-ninja-300-02

A Ninja 300 tem agora 39 cv de potência, ante 33 cv da versão 250R. Além de aumentar o curso dos pistões, a Kawasaki fez mudanças também na embreagem e na injeção de combustível. A carenagem passou por uma mudança importante e o modelo recebeu faróis duplos, como os modelos Ninja de cilindrada mais alta.

kawasaki-ninja-300-03

Em 2012, a Ninja 250R foi a 2ª motocicleta esportiva mais vendida no Brasil (3.213 unidades), atrás apenas da Honda CBR 250R (3.334 motos emplacadas).

Kawasaki-Ninja-300-piloto

Compartilhe nas redes sociais:

9 Comentário(s)

  • Interessante… Como pode uma Kawasaki 2 cilindros(bem mais forte… acabamento impecável) ficar atras nas vendas da Honda CBR250 de um cilindro e mais fraca. Boa parte dos brasileiros são burros mesmo… impressionante.

    • Carlos Naves, Não tbm não entendo porque! muita gente fala que a Honda vende mais porque tem mais revendas outros falam que seus produtos são melhores. Conheço três donos de XRE300 que reclamam que elas apagam do nada e vazam óleo no cabeçote do motor. Um deles trocou sua XRE por uma Falcon de 19 mil reais porque fala que Honda é melhor de revenda etc… Gostaria de saber o porque de tanta idolatria por uma marca que não oferece nada melhor que as demais…

      • Sou um (in)feliz “propriotário” de uma CB300, se arrependimento matasse já não restariam nem meus ossos. Moto fraca, beberrona, aos 7mil km vazou óleo (problema conhecido das CB) pela junta do cabeçote, o que me rendeu uma conta de 120 reais, com 17 ela vibra e as carenagens batem e fazem barulho que nem escola de samba. Depois da garantia apareceram folgas pra tudo que é lado… Eu deveria ter ficado com a Yamaha…
        Honda não é sinônimo de qualidade, se era esse tempo já passou, nem mesmo de preço, creio que venda bem pelo fato de haver uma rede enorme de revendas, aqui mesmo na cidade existem três.

        • Isso aê chará… Concordo que você deveria ter escolhido a Yamaha, pois sou um feliz proprietário de uma Fazer 250 e não tenho do que reclamar da moto… Econômica, ágil, sem barulho na relação, etc…

      • INFELIZMENTE… A HONDA TEM MERCADO… OQ NÃO QUER DIZER QUALIDADE…
        A CBR250… NUNCA SERÁ UMA NINJA… NEM A 250cc… MUITO MENOS A NOVA 300cc… ASSIM COMO A CRF250L… A KAWASAKI JA TEM A KLX250 DESDE 2010… SÓ Q N SE VÊ CONCECIONÁRIA KAWASAKI MUITO POR AI…

        FALCON 19 MIL… É MUITA IMBECILIDADE… JA ERA FROXA PRA UMA 400cc… TINHA 30cv… AGORA 28cv?!….. SÓ UM IMBECIL COMPRA UM LIXO DESSES…

    • realmente eu nao vejo essas motos (cbr250) em lugar nenhum, acho q é pra enganar a galera. me fala ai como é q a honda lança uma moto dessa, a honda da fazendo so coisa feia, cb e xre 300 dando problema direto, peças q antes achava em qualquer lugar, nao acha mais. por isso q eu indico yamaha e a kawasaki.

      pra mim a honda nao esta mais respeitando os seus clientes

  • Alarmes para Moto Honda CBR 250:

    Não Usa Controle Remoto;

    Não é Ligado na Bateria da Moto;

    e + 25 funções exclusivas!

    Somente em: Alarme Para Moto Honda CBR 250

  • Voces não entendem porque vende mais Honda que Kawasaki? uma tem mais de 1500 concessionárias espalhadas pelo Brasil, e a Kawa tem menos de 60 concessionárias, isso responde?

Deixe um Comentário