Coisas Legais de Saber Saúde e Bem-estar

A dieta ortomolecular e o fim do efeito sanfona

Texto da Dra Sylvana Braga

Para ficar em forma e conquistar um corpo perfeito, muitas pessoas, principalmente as mulheres, recorrem a dietas radicais, remédios e intensificam as atividades físicas. No entanto, é importante lembrar que esses métodos de emagrecimento podem trazer danos se forem realizados sem o acompanhamento de um especialista.

A Dieta Ortomolecular é o principal tratamento para perder peso e evitar o efeito sanfona. É uma dieta natural que está associada à Medicina Ortomolecular, usa a alimentação como coadjuvante e corrige a falta de minerais e nutrientes do corpo.

Essencial para quem quer viver bem e de forma saudável, a Prática Ortomolecular visa o tratamento das doenças e a prevenção da saúde. Através da eliminação dos radicais livres, é possível equilibrar o organismo e promover o rejuvenescimento celular dos órgãos envolvidos no metabolismo.

Com base nas premissas dessa medicina, deve-se estabelecer uma dieta para cada paciente, que tem como objetivo a reeducação alimentar. Utilizando alimentos funcionais, este método propicia melhor aproveitamento dos nutrientes além de significante queima calórica. Há, ainda, uma redução importante da gordura corporal com a diminuição das medidas corpóreas. O emagrecimento ocorre devagar, constante e permanentemente.

A Dieta Ortomolecular contribui, também, para a eliminação de metais pesados, como alumínio, chumbo, arsênico e cádmio. Essas substâncias maléficas podem ser encontradas em produtos químicos, herbicidas, na poluição e nos aditivos alimentares. A intoxicação acontece de modo lento e pode causar danos ao metabolismo celular e comprometer as funções fisiológicas do corpo.

As bases da Dieta Ortomolecular

• Reeducação alimentar com diminuição dos carboidratos.
• Retirada dos carboidratos simples como açúcares, doces, arroz branco e massas.
• Redução de laticínios e frutas em excesso.
• Redução do consumo de álcool.
• Aceleração do metabolismo com alimentos funcionais.
• Correção do metabolismo lento.
• Introdução da saciedade.
• Redução da fome e da compulsão alimentar.
• Aprendizado da alimentação fora de casa e nos restaurantes.
• Manutenção do peso.

Dicas da Dieta Ortomolecular

Escolha bem os alimentos e coma de quatro a cinco vezes por dia. Opte por cereais integrais, frutas, folhas verdes, carnes magras, frango, peixes e legumes cozidos. Deve-se evitar frituras, massas, tortas, pães, doces e chocolate. Não usar molhos e creme de leite nas receitas e ter cuidado com a manteiga, azeite e os óleos em excesso. Para o sucesso da Prática Ortomolecular, é essencial beber muita água e eliminar o consumo de sucos e bebidas alcoólicas.

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um Comentário