Motos e Bikes

Fotos dos Hells Angels demoram 47 anos para serem publicadas

Ray Bill, um fotográfo da revista Life, demorou 47 anos para ver seu trabalho fotográfico sobre o motoclube Hells Angels impresso. Em 1965, época em que foi acolhido pelo lendário motoclube, o editor da revista havia sido contra a publicação do material.

Ray teve a companhia do jornalista da Life, Bride Joe. Ambos ficaram várias semanas em companhia do grupo e coletaram farto material.

Mas engana-se quem acha que foi fácil para eles conseguirem viajar em companhia dos motociclistas. Um teste foi feito a Bride que, com os olhos vendados, foi levado para as montanhas e desafiado para um jogo de bilhar com um dos membros do grupo. Bride levou dois de três jogos e ganhou a oportunidade de rodar com os Hells Angels.

O sentimento de liberdade é nítido em todas as fotos. Em algumas, os motociclistas mostram habilidades e irresponsabilidades, como a foto abaixo onde o Angel está a 160 Km/h e deitado no banco da moto.

Ray conta que os Hells Angels são auto-suficientes, vivem um dia de cada vez e seguem as suas próprias regras e seus próprios códigos de conduta.

A lealdade do grupo foi enfatizada por Ray pelo que viveu em um dia da viagem. Ele estava fotografando dentro de um bar e alguns outros motociclistas não gostaram. Quando ele estava prestes a ser atacado por um deles, um integrante do Hells Angels ficou de pé ao seu lado e deixou claro que, se um fio de cabelo da sua cabeça fosse tocado, o cara seria um homem morto.

Segundo o fotógrafo, a partir desse dia ele se sentiu bem, mas não seguro, pois nunca conseguiu se sentir seguro na companhia dos membros do motoclube. Mas achava que havia passado por algum teste nesse dia, e se sentia bem por isso.

Para conhecer um pouco mais sobre a história dos Hells Angels, clique aqui.

Escrevendo esse post me lembro de uma frase clássica: Born to be wild. o/

Via Daily Mail

Compartilhe nas redes sociais:

6 Comentário(s)

Deixe um Comentário