Motos e Bikes

Com neblina, atenção redobrada.

Por definição, a neblina acontece quando há condensação do vapor de água e aí forma-se um nevoeiro de pouca intensidade onde a visibilidade é menor que mil metros. A incidência do fenômeno climatológico é frequente nessa época e uma preocupação a mais para motoristas e motociclistas que vivem nas estradas ou saem muito cedo de casa. Nesta época, quando as manhãs são mais nebulosas, há a necessidade de atenção redobrada, e a iluminação dos faróis deve estar de acordo, pois podem atrapalhar a visualização das vias.

Para os carros, há a opção dos faróis de neblina que podem auxiliar o motorista. O correto é mantê-los acesos juntamente com as lanternas. A névoa fica suspensa e não toca a pista, e como o facho de neblina é projetado por baixo da densidade da massa de ar nebulosa – e não sobre ela – o motorista vê a pista iluminada, auxiliando a condução. Já para os veículos que não possuem esse auxílio, o ideal é manter acesos o facho baixo do farol principal. Isso melhora a visibilidade dos demais veículos e da via. É importante é nunca utilizar o facho alto durante o nevoeiro, porque ele reflete na neblina e prejudica a visão.

Para nós motociclistas vale a regra de utilizar o facho baixo no nevoeiro, além de triplicar nossa atenção.

Compartilhe nas redes sociais:

1 Comentário

Deixe um Comentário