Motos e Bikes

Shadow 750 2011 | Visual renovado e freios C-ABS

A Shadow 750 tem seis anos de mercado brasileiro e já vendeu mais de 11.000 unidades. O modelo 2011 chega com algumas mudanças que deixa a moto mais moderna e jovem.

Novo design, posição de pilotagem confortável e versão com freios Combined-ABS são os principais diferenciais da nova Shadow 750, projetada para encantar os amantes do estilo “easy rider”.

O modelo 2011, que chega às concessionárias em fevereiro de 2011 e apresenta como grande novidade design inspirado no estilo chopper. Para chegar a este resultado, os paralamas e o assento estão mais compactos e o tanque em forma de gota ganhou desenho mais alto na frente e baixo atrás, com capacidade para armazenar 14,6 litros de combustível (0,2 litros a mais que o modelo anterior).

A distância entre eixos aumentou, passando de 1.639 mm para 1.655 mm; enquanto a relação entre comprimento, largura e altura agora é de 2430 x 835 x 1125 mm, contra 2.503 x 920 x 1.125 mm do modelo 2010.

Todas essas alterações, aliadas ao guidão alto e mais estreito e ao novo assento, com 650 mm de altura do solo, proporcionam uma posição de pilotagem confortável, natural e ergonômica, ideal para encarar longas viagens, sem sentir o tempo passar. O centro de gravidade está mais baixo, contribuindo com a maneabilidade e permitindo manobras em alta velocidade, com maior estabilidade.

Na dianteira, a motocicleta possui farol mais compacto, lente transparente e lâmpada halógena 60/55W. Na traseira, a lanterna embutida no paralama e os piscas oferecem ampla capacidade de iluminação.

O painel de instrumentos integrado ao tanque de combustível permite a fácil leitura do velocímetro, luz indicadora do neutro, pressão do óleo, temperatura do líquido de arrefecimento, luz de diagnóstico da injeção eletrônica e H.I.S.S (Honda Ignition Security System). Já as luzes indicadoras de reserva de combustível e farol alto estão localizadas na mesa superior da motocicleta, enquanto as luzes indicadoras dos sinalizadores de direção ficam no tanque da motocicleta.

As pedaleiras permitem ótimo apoio dos pés e firmeza para pilotar. O pedal do câmbio tem duplo acionamento (frontal e traseiro), com engate preciso, fácil e macio. Já o pedal do freio facilita a frenagem com maior sensibilidade. Outro elemento marcante é o escapamento cromado duplo (tipo 2×2), que emite som envolvente e realça as batidas e pulsações do motor.

A Shadow 750 2011 oferece ao consumidor uma nova versão equipada com freios Combined-ABS. O sistema, que é sinônimo de segurança sobre duas rodas, reúne os benefícios do ABS (Anti-lock Brake System) e do CBS (Combined Brake System). Enquanto o primeiro evita o travamento das rodas em frenagens bruscas, facilitando o controle do veículo, o segundo distribui a força de frenagem de forma eficiente entre as rodas dianteira e traseira.

A versão Standard é equipada com freio a disco com cáliper de duplo pistão e diâmetro de 296 mm na dianteira e freio a tambor de 180 mm de diâmetro na traseira. Já a versão C-ABS conta com freio a disco com cáliper de três pistões na dianteira e disco de 276 mm de diâmetro na traseira.

Os pneus largos, com 90/90 – 21M/C 54S na dianteira e 160/80 – 15M/C 74S na traseira, aliados às rodas dianteira de 21’’ e traseira de 15’’, garantem segurança para todo o conjunto e estabilidade tanto em retas quanto em curvas.

Outro item de segurança que equipa o modelo é o sistema H.I.S.S. (Honda Ignition Security System), um componente imobilizador de proteção contra furto. Com esse sistema, somente a chave original tem capacidade para acionar o motor, devido à identificação por chip eletrônico. A tecnologia é considerada um dos grandes diferencias da Honda.

Toda a potência, resistência, robustez, baixa manutenção da Shadow 750 estão no motor OHC (Over Head Camshaft), de 745 cm3, quatro tempos, dois cilindros em “V” de 52º e arrefecimento a líquido. Com potência máxima de 45,5 cv a 5.500 rpm e torque de 6,5 kgf.m a 3.500 rpm, o modelo é ideal para encarar longas viagens e apresenta desempenho suficiente para ultrapassagens seguras em estradas.

O câmbio de cinco velocidades, associado ao elevado torque do motor, não requer trocas constantes das marchas. A transmissão por eixo-cardã proporciona respostas imediatas com maior eficiência, baixa manutenção e conforto, devido à ausência de ruídos mecânicos e vibração do conjunto.

A Shadow 750 conta ainda com o avançado sistema de injeção eletrônica de combustível PGM-FI. O recurso proporciona menor consumo de combustível e emissão de gases poluentes, além de dar respostas rápidas e lineares ao comando do acelerador.

O chassi é do tipo berço duplo de aço e assegura elevada resistência a torções, com melhor dirigibilidade. A suspensão dianteira telescópica, com curso de 115 mm, e a traseira duplo-amortecida, com cinco posições de ajuste da tensão da mola, oferecem comodidade no uso com garupa. A bateria selada de 12V – 11,2 Ah dispensa manutenção.

O modelo está disponível nas cores preta e vermelha metálica, ao preço público sugerido de R$ 28.880,00 para a versão Standard e R$ 31.880,00 para a versão C-ABS. Os valores têm como base o Estado de São Paulo e não incluem despesas com frete e seguro. A garantia é de um ano, sem limite de quilometragem.

Abaixo uma galeria de fotos [clique nas imagens para ampliar]
[nggallery id=8]

Direto da fonte.

Compartilhe nas redes sociais:

6 Comentário(s)

  • Ficou muito feio esse modelo, parece que ela está com a roda dianteira da Biz.
    A única coisa que prestou nesse modeo foi o freio a disco a trás e o sistema de ABS.
    Prefiro ficar com a minha 2009.

  • Vamos combinar que gosto é uma questão bem pessoal. E no que se refere ao meu, essa aí ficou feia de doer. Avanços tecnológicos e mecânicos a parte… Não compraria não! Ainda prefiro a minha Drag.

  • Gostaria de saber apenas porque retiraram o meu cometário que fiz ??????????????????

    Para a minha opnião esse modelo ficou muito feio, a Honda estragou a Shadow esse modelo, parece que dessa vez ela está com a roda da BIZ.

    A única coisa que está melhor é o freio traseiro a disco e o sistema de ABS.

    Por isso ainda prefiro ficar com a minha 2009, que é um modelo mais clássico.

  • Rodney, seu comentário não foi retirado. Provavelmente seu browser de internet trabalha com sistema de cachê a a página carrega da mesma forma que da primeira vez que a viu, sem comentários (pois o seu foi o 1º e o 3º). Quando ler este, provavelmente seus dois comentários estarão online.

    O blog Duas Rodas é totalmente aberto a quaisquer comentários, sejam eles pró ou contra o assunto.

    Abraços
    Alessandro

    • Realmete, o que acho que aconteceu foi isso mesmo, meu browse não deve ter lido o meu post. desde já peço desculpa.
      É que em alguns blogs, o pessoal retiram nossas opniões sem avisar.
      Acho o blog Duas Rodas um exelente local de dicas e novidades, estão de parabéns.

  • Gosto é gosto, a moto está linda, modelo mais arrojado, e visual bem mais jovem, os modelos anteriores com para lamas traseiro baixo deixava a moto com aspecto muito antigo, parabéns Honda. Por isso que nao troco de marca, costuma demorar mas acaba lançando modelos diferentes que agrada alguns e desagrada outros. Nem Jesus agrada todo mundo, Por isso prefiro esperar, mesmo que demore 5 anos. Sem falar na segurança dos freios abs. Show de moto.

Deixe um Comentário