Motos e Bikes

Musquin vence na MX2. Philippaerts retoma o rumo das vitórias na MX1

Correndo em casa, o piloto francês Marvin Musquin não deu chances aos seus adversários e conquistou mais uma vitória na sétima etapa do Campeonato Mundial de Motocross, que aconteceu em St Jean D´Angely, neste último fim de semana (5 e 6 de junho), na categoria MX2. Na MX1, o vencedor foi David Philippaerts, que travou uma dura batalha com Antonio Cairoli e Clement Desalle.

Na MX1, Philippaerts voltou ao lugar mais alto do pódio. A última vitória do italiano havia sido no GP da Grã-Bretanha, em 2009. Na primeira bateria, ele e Clement Desalle travaram um belo duelo pelo terceiro lugar, com o italiano se dando melhor. Na segunda bateria, novamente os dois duelaram mas, desta vez, pela vitória. Mais uma vez, Philippaerts se deu bem.

Philippaerts venceu na MX1

Quem também teve um excelente fim de semana foi Antonio Cairoli, que terminou na segunda colocação geral, com o mesmo número de pontos de Philippaerts. Ele venceu a primeira bateria depois de um belo duelo com o belga Steve Ramos e na segunda, perdeu tempo brigando pelo terceiro lugar com o francês Boissiere e, quando conseguiu assumir a posição, não conseguiu se aproximar de Desalle, segundo colocado.

Clement Desalle terminou na terceira colocação e, com o resultado, assumiu a vice-liderança da competição. Maximilian Nagl, que era o segundo do campeonato até então, está fora das próximas etapas com a clavícula esquerda quebrada. Seu companheiro de equipe Steve Ramon foi quarto colocado, ficando na frente de Boissiere, francês melhor colocado na prova. Davide Guarnieri fez o holeshot na segunda bateria e foi sexto geral.

Na MX2, o francês Marvin Musquin conquistou sua quarta vitória consecutiva e a sexta em sete provas, dominando totalmente a etapa de St. Jean. Ele venceu de ponta a ponta a primeira bateria e, na segunda, assumiu a liderança depois de ultrapassar o britânico Shaun Simpson. Este é o segundo ano consecutivo que Musquin vence o GP da França.

Joel Roelants terminou na segunda posição geral, com um quinto lugar na primeira bateria e um terceiro na segunda. Zach Osborne foi ao pódio pela segunda vez consecutiva. Na primeira bateria, ele terminou em terceiro lugar ao ser ultrapassado na última curva e, na segunda, ele fez uma corrida de recuperação e, após largar em nono, terminou em terceiro lugar.

GP da França – Rapidinhas

Tamanho do circuito: 1590 metros
Tipo de piso: duro
Temperatura: 23ºC
Clima: Alternado entre nublado e ensolarado
Público: 30 mil pessoas.

Via Y.Sports

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um Comentário