Coisas Legais de Saber Curiosidades Dicas Offtopic

Uso dos porquês | Por que / Por quê / Porque ou Porquê?

O uso dos porquês de uma maneira fácil de lembrar.

O uso dos porquês

Parece ridículo ter que recorrer ao Manual de Redação e Estilo, sempre que tenho dúvidas sobre as regras do português. Não acho ridículo buscar informações de como escrever corretamente, acho ridículo o fato das dúvidas serem sempre as mesmas. O Everton Rosa, redator que senta bem na minha frente, deve estar com o saco cheio de toda hora ter que me emprestar o seu manual.

O uso dos porquês é uma delas, posso olhar no manual 15 vezes no mês, mas sempre que preciso usá-los, corro para o “pai dos burros” escrito pelo Estadão.

Para tentar acabar com isso resolvi fazer um post. Com o tempo percebi que tenho mais facilidade de lembrar de coisas que post em todos os blogs e sites que escrevo.

Vamos ver se dá certo, se não der, pelo menos pode vir a ajudar alguém.

Por que

O por que tem dois empregos diferenciados:

Quando for a junção da preposição por + pronome interrogativo ou indefinido que, possuirá o significado de “por qual razão” ou “por qual motivo”:

Exemplos:
Por que você não vai ao cinema? (por qual razão)
Não sei por que não quero ir. (por qual motivo
)

Quando for a junção da preposição por + pronome relativo que, possuirá o significado de “pelo qual” e poderá ter as flexões: pela qual, pelos quais, pelas quais.

Exemplo:
Sei bem por que motivo permaneci neste lugar. (pelo qual)

Por quê

Quando vier antes de um ponto, seja final, interrogativo, exclamação, o por quê deverá vir acentuado e continuará com o significado de “por qual motivo”, “por qual razão”.

Exemplos:
Vocês não comeram tudo? Por quê?
Andar cinco quilômetros, por quê? Vamos de carro.

Porque

É conjunção causal ou explicativa, com valor aproximado de “pois”, “uma vez que”, “para que”.

Exemplos:
Não fui ao cinema porque tenho que estudar para a prova. (pois)
Não vá fazer intrigas porque prejudicará você mesmo. (uma vez que)

Porquê

É substantivo e tem significado de “o motivo”, “a razão”. Vem acompanhado de artigo, pronome, adjetivo ou numeral.

Exemplos:
O porquê de não estar conversando é porque quero estar concentrada. (motivo)
Diga-me um porquê para não fazer o que devo. (uma razão)

Via

Compartilhe nas redes sociais:

4 Comentário(s)

Deixe um Comentário