Motos e Bikes

Pimenta no c… dos outros é refresco

Nos últimos 3 anos muito se fala das novas marcas que estão chegando para deixar o mercado mais competitivo e inserir motos com propostas que as grandes marcas não investem. Cito a 1ª motard da Sundown de 200 cc, as custom 250 cc que pipocam por ai, as speeds carenadas de 250 cc mas com porte de moto grande e, mais recentemente, a Dafra com suas motos bonitas e de baixa cilindrada.

Resumindo, marcas que colocam no mercado motos com um visual bonito, que criam o desejo do consumidor brasileiro em ter uma moto e, principalmente, com preços que cabem no bolso da grande massa brasileira.

Mas do que vale tanta popraganda, tanta promessa, tanto esforço se há mais críticas do que elogios? Por causa do blog, chovem reclamações em meu e-mail criticando algumas dessas novas marcas por problemas em encontrar peças, panes elétricas em que não se encontra solução, peças plásticas sem qualidade que se quebram facilmente, etc, etc, etc. O pós-venda de algumas dessas empresas está péssimo e manchando a imagem de quem tem interesse em trabalhar a favor do cliente. Quem tem uma boa proposta de trabalho, acaba prejudicado pelo boca a boca do povo que cria uma pergunta na cabeça do consumidor: “será que dá pra confiar mesmo nessas novas marcas?”

Na verdade os próprios vendedores de algumas dessas marcas enganam o comprador. Não estou aqui para falar bem ou mal de ninguém, portanto, não vou citar nomes. Mas estive a pouco tempo em uma concessionária de uma dessas marcas que importam motos e as montam no Brasil, e o vendedor queria me convencer que se tratava de um produto nacional. Lógico que banquei o desinformado fazendo algumas perguntas e cara de conteúdo, mas ficou nítido para mim que a má conduta era proposital, visava apenas a venda.

Bom, de uma coisa eu sei, o consumidor não é burro. A única empresa que vou expor nesta postagem é a Dafra, pois um consumidor insatisfeito pegou o seu atual comercial de TV, protagonizado pelo global Vagner Moura, e criou uma paródia que está se tornando hit na internet. Trocaram, através de dublagem, a fala do ator. O texto “encaixado” no filme mostra a insatisfação deste cliente perante a marca.

O fime original é muito bom. Na visão publicitária, tem o tom certo no apelo emocional que o produto precisa para se vender, ou seja, o pessoal da propaganda e do marketing fizeram a lição de casa. Mas brasileiro dificilmente elogia abertamente uma marca, mas quando é para reclamar, faz muito bem feito. O comercial criado para criticar a marca acabou ficando melhor do que o original. E, em tempos de youtube, twitter e blogs pessoais, as marcas têm que aprender que, ao contrário do que pensam, o consumidor é provido de inteligência e canais de comunicação.

Clique no botão abaixo e assista ao filme modificado da Dafra. Logo abaixo dele a versão original. [se estiver lendo este pela news enviada por e-mail ou via Feed/RSS, clique aqui para assistir:]

comercial modificado


comercial original

Compartilhe nas redes sociais:

2 Comentário(s)

  • olha eu comprei uma moto kansas da dafra e realmente so tenho a elogiar essa moto. porque sempre tive vontade de possuir uma custom mas nunca tive condições de adiquirir uma antes da kansas. e ao contrário do que muitos dizem a minha está em perfeito estado. é ótima em tudo não tenho do que reclamar. eu peso 115 kls e isso não é problema pra moto, que realmente me surpriendeu com seu motor. e eu moro em uma região de muitos morros e subidas, e até então não tive nenhum problema com a moto. enquanto o brasileiro fica metendo o pau em um produto que eles na grande maioria nem conhece, eu vou curtindo uma bela moto por menos de 6.000 mil reais, e esses que criticam e exaltam marca essa ou aquela estão ai dando coisse igual cavalo pra conseguir sair com uma moto que custa o mesmo preço ou mais caro ainda, então dou um conselho ao brasileiro, deem valor ao seu dinheiro suado. não deixem a engemonia te sufocar te dando apenas o que eles querem por preços ezorbitantes.

Deixe um Comentário