Cerveja

Termos usados pelos Cervejeiros

Abaixo alguns termos usados pelos cervejeiros:

Ale – Cerveja feita com fermento que age no topo da coluna do líquido (por isso conhecida como de alta fermentação), cujo processo de fermentação é relativamente mais curto e em temperaturas mais elevadas que as lagers (entre 17 e 25º C).

Atenuação – O grau de conversão do açúcar em álcool e CO2.

Cerveja – Qualquer bebida feita pela fermentação de cevada maltada e adição de lúpulo.

Fermentação – A conversão do mosto em cerveja, definida aqui em três partes: Tempo de Repouso (lagtime), Primária e Secundária.

Fermentação Primária – A fase de grande atividade caracterizada pela evolução do dióxido de carbono e krausen. A maior parte da atenuação ocorre durante esta fase.

Fermentação Secundária – Um período de condicionamento e assentamento da levedura após a fermentação primária e antes do engarrafamento.

Gravidade – Como densidade, a gravidade descreve a concentração de açúcar advindos do malte no mosto. A gravidade específica da água é de 1.000 em 59ºF(15ºC). O mosto de cerveja típica varia entre 1.035 – 1.055 antes da fermentação (Gravidade Original). A gravidade da cerveja pronta (GF) irá variar entre 1.005 – 1.015, dependendo da GO e do tipo de levedura.

Inoculação (Pitching) – Termo para a adição da levedura ao fermentador.

International Bittering Units (IBU) – Um método mais preciso de medida de amargor do lúpulo. Uma IBU é a medida da qualidade de ácidos alpha na cerveja depois da fermentação. Várias equações foram inventadas para estimar as IBUs na cerveja baseados no AAUs e em fatores de porcentagem de utilização, volume e gravidade do mosto. Iodophor– Uma solução sanitária à base de iodo que não necessita ser enxaguada.

Krausen (kroy-zen) – Termo usado para se referir ao colarinho de espuma que se forma no topo da cerveja durante a fermentação primária. É também um método avançado de acabamento (priming).

Lager – Uma cerveja feita de levedura de baixa fermentação (que age na base da coluna de líquido) e que sofre um longo processo de fermentação a baixas temperaturas.

Lagtime (Tempo de Retardo/Repouso) – O período de tempo de inoculação (pitching) da levedura até que a fermentação primária esteja evidente. O lagtime deve ser preferencialmente menos que 12 horas.

Lúpulo – Os vinhedos de lúpulo crescem em climas frios, e os cervejeiros usam as flores em forma de cones para adicionar amargor e balancear o doce do açúcar proveniente do malte. Os cones secos estão disponíveis em pellets, plugs ou flores.

Maturação – Um aspecto da fermentação secundária em que a levedura refina os sabores da cerveja. A maturação continua na garrafa.

Mosto – A solução de açúcar proveniente do malte que é levada à fervura com lúpulo antes da fermentação.

Priming – O método de adicionar uma pequena quantidade de açúcar fermentável antes de engarrafar para carbonizar a cerveja.

Purga do fermento (Racking) – A separação cuidadosa, com o sifão, do trub da cerveja.

Ruptura fria (Cold Break) – Proteínas que coagulam e decantam na solução quando o mosto é esfriado rapidamente depois da fervura.

Ruptura Quente (Hot Break) – Proteínas que coagulam e decantam na solução durante a fervura do mosto.

Trub (ou troob) – A sedimentação no fundo do fermentador consistido de lúpulo, material da ruptura fria e quente, e levedura dormente (e às vezes morta).

Unidade de alfa ácidos / AAU (Alpha Acid Units – AAU) – Uma medida de lúpulo usada na fabricação caseira da cerveja que quantifica a quantidade de ácidos alfa (responsáveis pelo amargor) antes da fermentação. É igual ao peso do lúpulo em onças multiplicado por seu percentual de alfa-ácidos.

Zymurgy – A ciência de Preparação e Fermentação.

Via Coldmix

Compartilhe nas redes sociais:

2 Comentário(s)

  • Fique por dentro Levedura » Blog Archive » Cerveja » Blog Archive » Termos usados pelos Cervejeiros disse:

    […] menos que 12 horas. Lúpulo – Os vinhedos de lúpulo crescem … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

Deixe um Comentário