Caricaturas

Ron Mueck | Esculturas Hiper-realistas

[clique na imagem para ampliar]

A primeira reação que se tem ao ver essas esculturas é uma mescla de espanto, dúvida e curiosidade, mas depois de observar os detalhes e a perfeição das mesmas, percebe-se que é um trabalho espetacular que retrata a fusão da arte com a realidade.

As obras são do criador de manequins Ron Mueck, um australiano nascido em 1958 e radicado em Londres desde 1983 para trabalhar com Jim Henson, o famoso criador da Rua Sésamo e d’Os Marretas. Essa experiência que adquiriu com Henson, fez com que Mueck se aventurasse no mundo da publicidade como fabricante de manequins.

Em 1996 a pintora portuguesa Paula Rego, há muito radicada em Londres, conheceu Mueck e encomendou um manequim do boneco Pinóquio para um dos seus trabalhos. O modelo criado era tão realista que a pintora o guardou para si no seu ateliê onde, algum tempo mais tarde, foi descoberto pelo colecionador de arte Charles Saatchi. O marionetista viu-se assim retirado do mundo da publicidade e lançado inesperadamente para o meio artístico.

A sua entrada na cena artística foi um verdadeiro escândalo. Uma das primeiras obras que apresentou foi uma escultura do seu pai, recentemente falecido, todo nu. Plena de realismo, a escultura tinha outra característica ainda mais chocante: não media mais do que 1 metro de comprimento [veja abaixo].

[clique na imagem para ampliar]

A maior virtude encontrada nas esculturas de Mueck é a fragilidade dos seres humanos apresentada de um modo cru. É essa qualidade que as torna insuportavelmente reais mas também profundamente emotivas. Seja em escala monumental ou diminuta, as figuras acrescentam uma estranheza inquietante. Simultaneamente reais e falsas, encarnam afinal a dualidade do ser humano, também portador, tal como Pinóquio, da verdade e da mentira.

[clique na imagem para ampliar]

Fonte: Capsaicina

Compartilhe nas redes sociais:

4 Comentário(s)

Deixe um Comentário