Motos e Bikes

Dafra Motos quer 10% do mercado brasileiro com lançamentos populares

Com investimentos de R$ 100 milhões, o Grupo Itavema (conhecido pelas distribuidoras de veículos, e com faturamento de R$ 4 bilhões em 2007) dá a partida no operações da Dafra Motos, mais nova marca brasileira de motocicletas. A maior parte do capital foi injetado na construção da fábrica em Manaus (AM), que tem 100 mil metros quadrados. Os 300 funcionários já trabalham para bater a meta de 60 mil motos fabricadas este ano.

De olho no crescimento do setor de duas rodas e, principalmente, nas classes C e D, a Dafra apostou em modelos de até 250 cc, com design atual, preço competitivo e possibilidade de aquisição por meio de financiamento. “Nossa meta é fecharmos 2012 com 400 mil motos vendidas. Com um mercado crescendo mais de 15% ao ano, estimamos que, até lá, teremos 10% do setor”, afirmou Mário Sergio Franco, diretor-geral do Grupo Itavema.

Compartilhe nas redes sociais:

4 Comentário(s)

  • Pelo qe vi na rede não faltam re-
    clamações deste fabricante. Panes
    motos em guinchos, problemas e-
    létricos, peças qebrando…. É uma
    qestão de tempo p/as pessoas cai
    rem na real. Eu ia comprar uma mas apos ler os relatos,muitas pessoas até ficando em situação
    de risco…resolvi …
    DIZER NÃO A DAFRA

  • Acho que enquanto esse pessoal da Dafra, não passar a ouvir as reclamações das pessoas nas ruas, na internet, e em outros meios de comunicação, a Dafra vai continuar sem lugar no mercado brasileiro. Quase comprei uma; ouvi e vi reclamações demais… que sorte a minha!!! Valeu pessoal, parabéns pelo blog, tá show!

  • não faça o mesmo que nós que compramos essa moto,é uma bomba relógio,talvez se eles tivessem trazido mecanicos chineses conseguiriam consertar rs…será seu amuleto de azar p resto da vida.

Deixe um Comentário