Motos e Bikes

Prefeitura de São Paulo suspende restrição de motos nas marginais

Acabei de ouvir na TV a notícia de que a restrição que a prefeitura de São Paulo ia impor aos motociclistas foi suspensa. A idéia era não permitir o tráfego de motos nas pistas expressas das marginais Tietê e Pinheiros. A restrição estava programada para ter início no dia 11 de fevereiro.

Na minha opinião isso não funcionaria pois a superlotação de motos nas pistas locais, iam causar mais transtornos e acidentes.

Segundo a notícia que eu ouvi, a suspensão foi decidida a partir do momento que o governo federal anunciou estudar a derrubada do veto do artigo do Código de Trânsito Brasileiro que impede as motos de andarem entre faixas de um pista.

Semana passada uma outra idéia da prefeitura e da CET, não vingou. Precisaram se passar apenas dois dias para que percebessem que fechar uma pista inteira da 23 de maio apenas para as motos iria travar os carros durante o dia.

Em relação ao anúncio do governo federal de estudar proibir as motos de andar entre os carros, vai causar confusão e protestos. Quem anda de moto na caótica São Paulo, às vezes o faz simplesmente para tentar escapar do trânsito. O motociclista fica exposto a poluição, chuva, entre outros desconfortos, justamente para poder fugir do trânsito. Proibir que andemos por entre os carros tira toda e qualquer facilidade de andar de moto pelas ruas de São Paulo.

Outro dia estava tendo uma discussão sobre isso com um amigo, ele se baseia em uma lei que diz que a distância entre veículos, por lei, deve ser de 120 cm lateralmente. Quem conhece e já andou pela Radial Leste sabe que em muitos pontos as faixas são tão estreitas que não têm mais de 30 cm entre os retrovisores dos carros. Ou seja, nossas próprias avenidas não dão suporte à lei.

Como motorista de carro e moto afirmo: a educação no trânsito e a ficalização ostensiva são as melhores saídas para os problemas aqui na cidade. Quando há um problema que demanda tempo e dinheiro para resolver, administrações competentes erguem as mangas e trabalham, ou seja, as proibições aqui na cidade de São Paulo apenas atesta a incapacidade administrativa do atual governo estadual.

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um Comentário