Arte Exposição e Eventos

Damien Hirst expõe crânio de diamante em Londres

Uma caveira cravejada de [BP]diamantes[/BP], tanques com tubarões preservados em formol e uma incubadora com um esqueleto infantil dentro, são algumas das obras do polêmico artista plástico britânico Damien Hirst, em exposição em Londres.

A mostra Beyond Belief (“Além da Crença”, em tradução livre) é a maior já dedicada apenas à obra de Hirst e acontece nas galerias White Cube, na capital britânica.

Como de costume, os temas abordados pelo artista são existenciais – vida, morte, amor, verdade, imortalidade e a própria arte. Provocante, Hirst convida o público a refletir sobre estes temas diante de uma carcaça de touro crivada de flechas, telas a óleo recriando cirurgias de parto e tubarões preservados em formol.

Em duas novas sérias de pinturas, sobre partos e biópsias, o artista tenta confrontar “a intensa e profunda ansiedade que todos podemos sentir em hospitais, quando estamos cercados tanto pela criação quanto pela decadência.”

Entre as obras estão 12 novas esculturas, sete delas feitas com carcaças de animais preservados em formol, da série História Natural de Hirst.

Em uma das esculturas mais polêmicas, The Adoration, Hirst representa a cena do nascimento de Cristo em uma vitrine em que uma ovelha aparece ajoelhada em súplica, diante de um esqueleto infantil feito de [BP]prata[/BP], dentro de uma incubadora.

No entanto, a obra que mais atraiu atenções é For the Love of God, um crânio humano banhado em [BP]platina[/BP] e totalmente coberto por 8.601 diamantes, que pesam 1.106,[BP]18 quilates[/BP].

A exposição fica em cartaz nas Galerias White Cube até o dia 7/julho.

Fonte: BBC

Compartilhe nas redes sociais:

Incluir comentário

Deixe um Comentário