Marcas e Mascotes

Buscopan | História da Marca

A história de um dos medicamentos mais famosos do mundo, o [BP]Buscopan[/BP], começou em 1945 quando o laboratório alemão Boehringer Ingelheim começou a pesquisar substâncias seguras e efetivas para o tratamento de dores e cólicas abdominais. Foi buscar em culturas antigas, como a Hindu, que possuía uma substância chamada Duboisia, extraída da planta Datura. Pequenas porções desta planta reduziam significadamente as dores abdominais. Porém os efeitos colateris eram extremamente fortes e perigosos. Foi então que começou a desenvolver pesquisas para encontrar uma fórmula capaz de ser efetiva e segura.

Em 1951 foi introduzido no mercado alemão o Buscopan, um medicamento indicado no tratamento de dores abdominais como cólicas menstruais, cólicas gastrointestinais, das vias biliares, urinárias e renais, podendo ser utilizado por homens e mulheres. O termo Buscopan é na verdade um acrônimo retirado de pequenos trechos de Butilbrometo de Escopolamina, princípio ativo do medicamento.

No Brasil o produto foi lançado em 1954. Dando continuidade ao processo de rejuvenescimento de imagem e expansão do seu target, iniciado em 2004 quando ganhou status de medicamento OTC (Over the Counter, medicamentos que não necessitam de receita médica), a marca Buscopan apresentou sua nova identidade visual, que seria utilizada no mundo inteiro. O medicamento é um dos principais produtos do laboratório Boehringer Ingelheim e tornou-se uma marca tradicional e confiável entre os consumidores.

A marca no mundo
O medicamento, que pode ser encontrado em várias versões como drágeas, gotas e injetável, é vendido em mais de 50 países ao redor do mundo. Buscopan detém quase 80% de participação de mercado em volume e 60% da participação em valor. Em países de língua espanhola, o medicamento é chamado de Buscapina.

Fonte: Mundo das Marcas

Compartilhe nas redes sociais:

Incluir comentário

  • Bueno! yo quiero decir que el medicamento es muy bueno e acción muy rápida y eficaz, es una esperiencia que aconteció na periodicidad, una chica que tenia cólica abdominal, fúe de necesidad utilizar el medicamento, por lo tanto, de forma tal sen explicación “inefavel”.

Deixe um Comentário