Notícias da Web

COB proíbe blogs e censura sites de atletas no Pan-2007

Os brasileiros que disputarem o Pan do Rio, em julho, estarão impedidos de manterem blogs, fotoblogs ou de atualizarem seus sites pessoais na internet. A regra vale a partir do momento em que o atleta passar a fazer parte da delegação. Quem violar a norma está sujeito a punições, que incluem até a “retirada da credencial”, pena semelhante às de atletas flagrados em teste antidoping.

De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro, a proibição vem da Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana), que segue os mesmos procedimentos adotados pelo COI. “A razão é proteger as empresas detentoras de direitos dos Jogos, evitar o marketing de emboscada e evitar que empresas ou pessoas que não têm associação comercial com os Jogos façam promoção de sua marca”, informou o comitê.

No mês passado, o COB enviou ofício às confederações relatando as proibições. Na carta, a entidade estabelece uma série de normas a serem seguidas por competidores, técnicos e dirigentes durante o Pan. A restrição é ainda maior do que a imposta aos brasileiros nos Jogos de Atenas, em 2004. Na ocasião, alguns dos destaques do país mantiveram diários virtuais. Foi o caso de Janeth (basquete), Virna (vôlei) e Sandra Pires (vôlei de praia).

Os atletas podiam escrever livremente sobre o dia-a-dia na Grécia. Porém ficaram impedidos de veicular fotos pessoais tiradas nos locais de competição ou em ambientes dos Jogos, como a Vila Olímpica. Imagens obtidas em passeios pelo país não entravam na lista. A regra acabou não sendo muito seguida. Segundo o comitê, as normas “foram colocadas em prática muito próximas ao início dos Jogos, o que fez com que o COB não as incorporassem à época”. Alguns atletas desconheciam essas restrições. “Nem sabia que era proibido em Atenas. Não chegou nada nas minhas mãos”, comentou Janeth, que manteve blogs na Olimpíada de 2004 e no Mundial do Brasil, no ano passado.

A jogadora diz que a regra impedirá seu projeto social, que atende 400 crianças, de conseguir uma fonte extra de renda. “Na Olimpíada escrevi para o Terra, e no Mundial para o Globo.com. O que ganhei, apliquei na fundação”, conta ela. O judoca João Derly desistiu de fazer um blog para a RBS, ao saber da determinação. A emissora é afiliada no Rio Grande do Sul da TV Globo, que detém direitos de transmissão do Pan. Até o site de relacionamentos Orkut poderá motivar punições. Segundo o COB, “a postagem de fotos pessoais com imagens ligadas aos Jogos é vetada”.

Mesmo patrocinadoras do Pan, como a Oi, poderão ser atingidas pela regra. A empresa de telefonia hospeda blogs de atletas que devem estar no evento, como Flávio Canto e Tiago Camilo (judô), Mariana Brochado, Joanna Maranhão e Kaio Márcio (natação), Ricardo Winick (vela) e Keila Costa (atletismo). “Não sabia da proibição. Fico um pouco frustrado. Os blogs servem para o atleta ter contato com interessados no esporte e torcedores. Fico animado por saber que tem tanta gente torcendo”, lamenta Kaio Márcio. A Oi afirmou, por meio da assessoria de imprensa, que não comentaria o caso, mas respeita regras da Odepa e do COB.

Fonte: Folha de São Paulo

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um Comentário