Marcas e Mascotes

Budweiser | História da Marca

A Budweiser é a cerveja que os trabalhadores tomam quando param num bar a caminho de casa, depois de um dia de muito trabalho. A marca está associada a macacões, mãos sujas de graxa, trabalho pesado e jogos tradicionais. Vários aspectos contribuíram para seu sucesso. Primeiro, a imagem visual e os slogans. A Budweiser tem uma imagem visual muito forte – o mundo simbólico da marca. Inclui o rótulo – amplamente reconhecido e tipicamente americano com suas cores vermelho, branco e azul; o logotipo da Budweiser; a garrafa long-neck – com um poder distintivo comparável ao da Coca-Cola; Os slogans “O Rei das Cervejas” e “O Produto Genuíno”. No final da década de 90 uma série de propagandas criativas com sapos, lagartos e formigas marcaram ainda mais o produto na cabeça dos consumidores, e tornou-se a cerveja mais consumida do planeta.

História
Tudo começou com seu lançamento em 1876 pela cervejaria Anhauser-Busch, com a colaboração de Carl Conrad, foi primeira cerveja nacionalmente americana. A Anheuser-Busch decidiu usar o nome Budweiser – inspirada num tipo de cerveja de um lugar chamado Budweis, numa região distante do Império Húngaro. Em 1936, a Budweiser foi vendida em lata pela primeira vez. Na década de 70 foi lançada uma campanha publicitária de enorme sucesso com o slogan “This BUD’S for you”. Somente em 1981 a Anheuser-Busch formou uma divisão internacional e começou o processo de venda da cerveja no mercado internacional. Foram criadas diversas extensões da marca original, por exemplo, a Bud Light, criada em 1982 e que é atualmente a líder das cervejas leves (light) nos Estados Unidos, e a Bud Dry Draft, lançada em 1990.

Personagens Inesquecíveis

Na década de 90, a marca lançou uma série de comerciais, como tentativa de conquistar consumidores mais jovens, onde formigas, sapos e lagartos eram os protagonistas. A propaganda dos sapos, introduzida em meados dos anos 90, ficou marcada por três animais em um brejo, onde cada um pronunciava as sílabas BUD-WEIS-ER, imitando os coaxados dos sapos. O comercial com os sapos da Budweiser teve alto índice de aceitação. Foi uma propaganda inteligente, mas pode ter funcionado contra a força tradicional da marca. Logo depois, em 1998, durante o intervalo do Super Bowl, introduziu um par de lagartos verdes chamados Louie e Frank.

Problemas Jurídicos

Budweiser passou a ser chamada Ceske Budejovice na República Tcheca. Embora seu nome e seus governantes tivessem mudado, essa pequena cidade conservou sua tradicional fabricação de cerveja. A Budvar floresceu e, para o incômodo da Anheuser-Busch, tem o direito legal de usar o nome Budweiser em mais de 40 países. O embate jurídico entre a gigante norte-americana e a pequena cervejaria checa, tem sido travado há décadas. Os checos continuam irritados, não dispostos a ceder nem a receber os dólares oferecidos pela empresa americana. É por essa razão que em alguns países a marca Budweiser é comercializada como Bud.

Curiosidades
• Desde 1957 é a cerveja mais vendida em todo mundo, sendo reconhecida pela famosa frase “The King of Beers”.
• Presente em mais de 70 países, é líder absoluta do competitivo mercado americano (22% de market share), onde 1 em cada 5 cervejas vendida é BUDWEISER, além de ser a marca de cerveja mais valiosa do mundo.

Fonte: Mundo das Marcas (ctrl C + ctrl V)

Compartilhe nas redes sociais:

Incluir comentário

  • A cerveja por si só ja é uma celebridade mais esse sapo,e´uma graça fiquei fã,pos adimiro cervejas e adoro sapo digáse de passagem

Deixe um Comentário