Notícias da Web

Vídeo online muda hábito de ver TV na Grã-Bretanha

A popularização de sites que oferecem vídeos pela internet ou por aparelhos celulares está começando a interferir no hábito de ver TV na Grã-Bretanha. De acordo com uma pesquisa feita pela BBC, cerca de 43% dos britânicos ouvidos, entre os que declararam assistir a vídeos na rede ou em seus celulares ao menos uma vez por semana, disseram que vêem menos televisão como resultado.

E o hábito está crescendo: 75% dos usuários disseram que hoje acessam esse tipo de serviço mais do que acessavam há um ano.

Esse usuário, no entanto, ainda é minoria. Apenas 9% dos entrevistados usam os sites regularmente. Outros 13% disseram que o fazem ocasionalmente, enquanto 10% esperam começar a usar serviços de vídeo online ou por celulares no próximo ano.

Por outro lado, dois terços dos entrevistados responderam que não assistem a vídeo online e não têm planos de começar a fazê-lo nos próximos 12 meses.

O sucesso de sites como YouTube nesse ano abriu caminho para os que querem buscar, ver e compartilhar vídeos pela internet.

O uso desse tipo de site na Grã-Bretanha ainda não é tão grande como nos Estados Unidos, onde programas de televisão ficam disponíveis rotineiramente nos sites das redes de TV e no iTunes.

Mas a BBC e outras emissoras britânicas, como Channel 4 e ITV, planejam oferecer a maior parte dos seus programas na internet por volta do início de 2007.

A pesquisa, feita pelo instituto ICM Research, revelou que serviços desse tipo são mais populares entre os jovens, com 28% dos entrevistados com idade entre 16 e 24 anos dizendo que acessam os sites mais de uma vez por semana.

No início do ano, o órgão que controla a mídia na Grã-Bretanha, Ofcom, disse que o número de jovens com idades entre 16 e 24 anos assistindo à TV diariamente havia caído 2,9% entre 2003 e 2005.

O comediante britânico Ricky Gervais, cujos podcasts em áudio e vídeo fazem grande sucesso na internet, disse que o vídeo amador nunca vai substituir a TV – mas as redes de TV vão passar a explorar o potencial que o meio oferece.

A primeira cerimônia para premiar vídeos produzidos exclusivamente para exibição online, o prêmio Vloggies, aconteceu em São Francisco, nos Estados Unidos, no início de novembro.

Alive in Baghdad, um site que oferece vídeos de iraquianos contando suas próprias histórias, ganhou o prêmio principal.

Fonte: BBC (Ctrl C + Ctrl V)

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe um Comentário