Marcas e Mascotes

Apple | História da Marca

Alguém poderia imaginar que uma colorida maçã se tornaria mais famosa que a fruta que representa a cidade de New York ou a maçã, que é símbolo dos discos dos Beatles? Com certeza não. A marca Apple traduz aos usuários de informática toda a imagem da criatividade, inovação, design e originalidade.

História
A fabulosa e maravilhosa história começou quando Steven Wozniak e Steve Jobs, que tinham sido colegas de turma no colegial, vislumbraram essa possibilidade. Ambos eram interessados em eletrônica. Após a graduação, continuaram amigos e em contato direto, trabalhando em empresas localizadas no Vale do Silício. Steve Jobs trabalhava na Atari e Wozniack na Hewllet-Pachard. Wozniack trabalhou por algum tempo no desenvolvimento e design de computares, quando em 1976, criou e desenvolveu o que se tornaria o Apple I. Jobs com sua grande visão do futuro insistia que ambos, mais Ron Wayne, deveriam tentar vender a máquina. A idéia era fazer um microcomputador que pudesse ser menor e bem mais acessível que os modelos desenvolvidos pela lendária PARC. Essa idéia e união resultaram no nascimento da Apple Computer Company em 1 de abril. A sede da empresa funcionava na garagem da casa de um deles. Os hobistas não levaram o Apple I a sério e os computadores só decolaram em 1977, quando o Apple II foi apresentado em uma feira de informática. Primeiro computador a ter o CPU feito de plástico e com designers gráficos coloridos, o Apple II era uma máquina impressionante.

Novos Produtos
Em meados de 1978, o lançamento do Apple Disk II, o computador mais barato da época, fizeram as vendas da empresa dispararem. Com o aumento das vendas, veio também um aumento significativo da empresa e pôr volta de 1980, quando o Apple III foi lançado, começaram a vender seus computadores para o exterior. Em 1981, as coisas ficaram um pouco mais difíceis, pois com o mercado saturado, tornou-se mais difícil vender computadores. Wozniack teve que se ausentar da empresa devido a um acidente e Jobs assumiu o controle. Desde sua histórica visita as instalações da Xerox em 1979, Jobs e outros engenheiros começaram a trabalhar no desenvolvimento do computador batizado como Lisa, que redefiniria o conceito dos computadores pessoais. No entanto, Jobs, provou ser um péssimo gerente de projetos e o Lisa somente decolou pelas mãos de Mike Markkula, presidente da empresa e um dos principais acionistas. Jobs resolveu trabalhar em outro projeto, mais especificamente o Macintosh, um computador pessoal com preço de U$500. Em 1981 a IBM lançou seu primeiro PC e com a poderosa empresa pôr de trás, o PC rapidamente começou a dominar o mercado de computadores pessoais, fazendo com que a Apple tivesse que trabalhar rapidamente para equilibrar esse cenário. Jobs trabalhou arduamente no projeto do Mac e em 22 de janeiro de 1984, durante o intervalo do Super Bowl, a Apple lançou o Macintosh nacionalmente com o célebre comercial intitulado “1984”. Inicialmente a máquina vendeu bem, mas no natal desse mesmo ano as vendas não se sustentaram devido a alguns problemas que o computador apresentava como a memória RAM e conectividade do disco rígido. Com os problemas do Macintosh e uma grave situação financeira, a empresa mergulhou em uma grande crise no ano de 1985. A empresa conseguiu sair da crise com a introdução da LaserWriter, primeira impressora a laser para Mac, e com o PageMaker, um programa de publicação e editoração. Esses dois produtos colocaram a Apple novamente no rumo certo. Em 1988 foi lançada a campanha “Think Different”, passando um conceito totalmente diferente em relação aos computadores que a empresa fabricava e vendia. Em 1990, em franca batalha com a Microsoft, em virtude do sistema operacional Windows, a empresa lançou seu próprio sistema operacional chamado Mac Os. No ano seguinte, a Apple deu um grande passo ao entrar no mercado de Notebooks, com o lançamento de seus primeiros computadores portáteis que rapidamente se tornaram um grande sucesso. Em 1996, finalmente, Steve Jobs retornou com grande moral para a empresa e iniciou uma série de mudanças drásticas. Em 1997, a empresa lançou novos computadores como o PowerMac G3 e o PowerBook G3. No ano seguinte lançou no mercado o iMac, um computador com visual futurista e de fácil manuseio, causando enorme impacto no mercado. No ano de 2001 introduziu a nova linha de PowerMacs, com drive tanto para CD como para DVD. Com essas medidas e lançamentos no final da década de 90, além da introdução dos poderosos computadores para designers gráficos como o G4, a Apple parece ter conseguido vencer as fases de prejuízos e incertezas que sempre rondaram a empresa no decorrer dos anos.

Evolução Logotipo

Fonte: Mundo das Marcas (copy + paste)

Compartilhe nas redes sociais:

Incluir comentário

Deixe um Comentário